Audiência pública com indígenas discute maior participação dos povos

News3

               

Audiência pública com indígenas discute maior participação dos povos na política de Ji-Paraná, RO


     Uma audiência pública com índios de Araras e Gavião aconteceu na manhã desta segunda-feira (18) em Ji-Paraná (RO), cidade situada a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho. Índios buscam entender e questionar como estão sendo investidos os tributos que são gerados pela produção deles. O evento aconteceu na Câmara de Vereadores.

De acordo com o professor da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Carlos Trubiliano, a iniciativa partiu da própria comunidade, que propôs a audiência pública. "Querem a participação deles tanto na viabilidade das políticas públicas como a visibilidade dessa população, que é extremamente importante tanto na contribuição cultural, como material", explica.

Segundo Trubiliano, apenas na região do Igarapé Lurdes, a produção da castanha no último ano gerou cerca de R$ 700 mil de divisas para o município, além do ICMS verde, que no ultrapassou o R$ 1 milhão.

"A pergunta é, como que esse dinheiro e essa contribuição financeira será pensada e discutida junto a população indígena. De que maneira, elas fazem parte desta economia e como ela deve retornar em investimentos para esta população", explica.

 
Índios dançaram em um momento da audiência  (Foto: Pâmela Fernandes/G1)

 

                            De acordo com o coordenador indígena de Rondônia, Éliton Gavião, a audiência pública trata sobre a inclusão dos povos indígenas nas políticas públicas do município. "Olhando para as políticas públicas municipais, estaduais e nacionais, não vemos uma política voltada à questão dos povos indígenas na discussão política", explica.

Segundo o coordenador, há alguns anos ele acompanha mais de perto as políticas indígenas, e ainda assim, os povos acreditam que ainda precisa de uma maior inclusão na política municipal.

"Inclusão dos povos indígenas no contexto da política municipal é importante e por issoque os indígenas vêm cobrar os governantes para cumprir?, conclui.

Compartilhe:

Deixe seu comentário