CIRO PESSOA, INTEGRANTE FUNDADOR DOS TITÃS, MORRE AOS 62 ANOS DE COVID-19

Ciro Pessoa, um dos fundadores do Titãs, morreu nesta terça-feira (5), aos 62 anos. A informação foi confirmada pela ex-esposa do cantor, Isabela Johansen, que também informou a causa: ele contraiu Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, enquanto lutava contra um câncer.

“É com tristeza e amor eterno que venho aqui dizer que meu ex-marido, Ciro Pessoa, pai da minha filha e enteado amados, faleceu. Ele estava lutando contra o câncer e nas indas e vindas ao hospital acabou contraindo Covid-19. Foi internado, mas infelizmente não resistiu”, diz Isabela Johansen.

Dois integrantes do Titãs, Branco Mello e Sérgio Britto, se manifestaram nas redes sociais.

“Estou profundamente triste com a partida nessa madrugada do meu irmão, músico, poeta e primeiro grande parceiro, Ciro Pessoa. Foi dele a idéia de reunir os amigos compositores no começo dos anos 80 pra fazermos uma banda de rock. E assim formamos os Titãs. Siga em paz querido Ciro. Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz”, disse Branco.

“Hoje perdemos Ciro Pessoa, amigo querido e membro da formação original dos Titãs. Muito triste com tudo isso”, afirmou Sérgio.

Ciro Pessoa fez parte da primeira formação do Titãs, no início dos anos 1980, quando a banda ainda se chamavam Titãs do Iê-Iê. Ele era um dos vocalistas do grupo, que também contava com Arnaldo Antunes, Branco Mello, Marcelo Fromer, Nando Reis, Paulo Miklos, Sérgio Britto, Tony Bellotto e André Jung.

Antes mesmo do primeiro álbum do Titãs ser gravado, Ciro decidiu sair, pois queria levar uma vida mais discreta. Músicas que ele ajudou a compor, como ‘Sonífera Ilha’ e ‘Homem Primata’, foram mantidas e registradas pela banda, mantendo os devidos créditos.

Fora dos Titãs, Ciro Pessoa atuou como compositor, tendo canções gravadas pelo Ira!, e seguiu como músico do underground, tendo bandas como Cabine C e Flying Chair, além de discos gravados em carreira solo.

Fonte: Revista.Cifras