COM MÚSICA EM ALTA, ALCEU VALENÇA DIZ QUE PLATAFORMAS DIGITAIS PAGAM MUITO MAL

Em 2021, Alceu Valença viu novamente o seu grande sucesso, ‘Anunciação‘, lançado há 40 anos, bombando em vários lugares. Contudo, o retorno da música às mais ouvidas não foi muito rentável para o artista. Pelo menos é isso que ele mesmo afirmou em entrevista.

“A música viralizou! Foi isso o que aconteceu […] Infelizmente não estou um real mais rico por causa desse ‘boom’. As plataformas digitais remuneram muito mal os artistas. Mas fico feliz com o sucesso”, conta Alceu, em entrevista à ‘Revista 24 horas.

Alceu Valença, assim como boa parte dos brasileiros, conta que passou por momentos produtivos e improdutivos durante o confinamento causado pela pandemia. Cancelou uma intensa agenda de shows no Brasil e no exterior mas, em contrapartida, revela que produziu quatro álbuns no período.

Ele falou também sobre o momento de isolamento e a impossibilidade de muitos profissionais do meio artístico de ganharem dinheiro. Ele ressaltou que a desigualdade social é uma ‘doença’ muito pior do que a Covid-19.

“A riqueza precisa ser distribuída de uma forma mais justa. A solidariedade deveria ser a seta que orienta a nossa vida no ‘novo normal’. Se isso acontecesse, seria um ‘legado positivo’ da pandemia”, reflete o artista em entrevista à ‘Revista 24 horas’.

Questionado sobre o desejo de voltar aos palcos com segurança, Alceu disse:

Estou ansioso para reencontrar a plateia. Apesar de coincidir com o lançamento do álbum ‘Saudade’, não serão shows de voz e violão. Estarei no palco com Leo Lira (guitarra), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo), André Julião (sanfona) e Cássio Cunha (bateria)”.

Alceu Valença ressaltou que tem formatos diferentes de shows para ocasiões específicas. “Tenho vários formatos de shows, uns mais intimistas, outros mais festeiros. Mas esses agora vão ser do tipo ‘resumão’, diz ele, se referindo a uma apresentação que vai passear por sucessos de todas as fases de sua carreira.

Fonte: Revista.Cifras