ED MOTTA PEDE DESCULPAS POR TER DITO QUE ‘RAUL SEIXAS ERA UM MERD*!’

Ed Motta fez algumas declarações polêmicas há duas semanas durante uma transmissão ao vivo. Na ocasião, ele declarou que “Raul Seixas era um merda” e deu início a uma grande questão envolvendo os fãs do cantor que morreu em 1989. Agora, muitos dias depois, ele voltou atrás e pediu desculpas. A transmissão ao vivo na qual Ed fez declarações negativas sobre Raul foi realizada no dia 18 de fevereiro, no próprio canal dele no YouTube. Com uma taça de vinho na mão, o cantor desferiu duras críticas a Raul, voz conhecida na canção icônica ‘Maluco Beleza‘ dentre tantas outras. O que Ed Motta disse aos seguidores e fãs foi que Seixas trabalhava na gravadora CBS na década de 1970 e “advogava contra outros músicos”. “Raul Seixas tem uma falha de caráter terrível na vida dele. Ele foi funcionário de gravadora, ou seja, ele trabalhou contra os colegas. Não tenho medo nenhum de falar contra Raul Seixas, era um puta de uma merd*, musicalmente, ruim para caralh* de tudo”, disse Ed Motta. Como se não bastasse, ele ainda atribuiu o sucesso de Raul ao escritor Paulo Coelho, que compôs grande parte das músicas que fizeram sucesso na voz dele. “Quem fazia o que ele tinha de mais brilhante, que era o texto, era o Paulo Coelho, então esse cara era um idiota. Era um funcionariozinho de gravadora gravando uns discos de merda“. Os xingamentos contra Raul continuaram durante a transmissão ao vivo. O cara era um merda completo, uma porcaria como músico, como tudo. O cara não servia para limpar o chão que se bota a guitarra em cima, um idiota completo”, declarou Motta. Apesar de estar com uma taça de vinho na mão, o cantor disse que não estava bêbado e que pensa tudo isso mesmo. “Não pense que estou falando isso porque bebi vinho, bebi bem pouco, estou super suave, estou super chapa branca, meu coração está doce. Se eu não tivesse bebido vinho, minha opinião seria bem mais ácida“, finalizou ele na ocasião.

ED MOTTA PEDE DESCULPAS

Os dias se passaram, a história repercutiu na internet, Ed Motta foi repreendido por muitos fãs e até familiares de Raul e resolveu vir a público para se desculpar pelas palavras. “Estamos aqui para esclarecer algo importante. ‘Ah, o Ed Motta está voltando atrás’. Não que eu seja orgulhoso e não possa voltar atrás, mudar de opinião. A gente muda de opinião a cada minuto. Pensar já nos faz mudar de opinião”, iniciou ele. Eu fiz uma live de sete horas de duração aqui no YouTube, inicialmente uma brincadeira, brincadeira essa inspirada que vinha fazendo no Instagram. As pessoas pensam que eu estou ali falando uma coisa séria: ‘Faça isso, não coma picanha, não coma pizza com borda de catupiry’”, disse o cantor tentando deixar claro o tom descontraído do momento. “É claro que isso é entupido de ironia. É cheio de ironias com coisas que eu posso achar engraçado e vocês talvez não. Mas o que eu venho aqui falar é que nessa live de sete horas, eu falei sobre diversas coisas. Sete horas não são sete minutos”, continuou ele. Ed Motta disse que, depois da live, ele imaginou que suas falas gerariam polêmica na internet, principalmente entre os fãs de Raul. “Eu imaginei, caramba, o que falei do Raul Seixas ali vai dar problema. Vai gerar chateação e não deu outra. Eu falo isso por uma coisa muito simples, eu fiquei triste de verdade, triste mesmo. Eu não estou em busca de mais likes, mais seguidores, maior quantidade de shows, vender mais discos… Nunca estive em busca disso. Se eu estivesse em busca disso, eu faria uma música que iria para essa direção”, se defendeu Ed. Peço perdão pela forma agressiva e grosseira que falei do Raul Seixas. Eu posso ter uma opinião sobre ele, posso ter uma crítica sobre ele, pelo fato de ele ter sido produtor de discos. Eu tenho críticas a quem é produtor de discos, eu tenho direito a isso. O motivo (de pedir perdão) não é porque os fãs gritaram no meu ouvido… O motivo aqui é vergonha, é tristeza“, finalizou Ed Motta. Assista ao pedido de desculpas de Ed Motta a Raul Seixas:
ed motta
Confira a live completa de Ed Motta em que ele fala mal de Raul Seixas:
Fonte: Revista.Cifras