MANU GAVASSI DESISTE DE SHOW EM EVENTO DRIVE-IN UMA HORA APÓS CONFIRMAÇÃO

 

A cantora Manu Gavassi desistiu de realizar um show como parte de um festival em formato drive-in, onde os fãs acompanham apresentações dentro de seus carros. O evento será distribuído em três fins de semana, entre o próximo sábado (27) e o dia 17 de julho, no estádio Allianz Parque, em São Paulo.

Manu Gavassi iria se apresentar no dia 10 de julho, uma sexta-feira. As outras atrações seguem confirmadas em datas diferentes: Jota Quest (27 de junho), Turma do Pagode (3 de julho), Patati Patatá (11 e 12 de julho), Marcelo D2 (11 de julho) e Anavitória (17 de julho).

Em comunicado nas redes sociais, publicado praticamente uma hora após a confirmação, a artista explicou que o show foi marcado “tempos atrás quando tínhamos a esperança das coisas melhorarem até julho”. “O que não foi o caso, as coisas só pioraram”, completou.

Dessa forma, a cantora cancelou a apresentação por não se sentir “confortável” com a situação. “Mesmo com todas as medidas de segurança não estou confortável de fazer a minha apresentação e estou saindo do festival. Obrigada por serem sempre tão compreensivos e transparentes comigo. Estamos juntos nesse processo de evolução”, disse.

Manu desistiu de fazer o show como uma espécie de reação às críticas que recebeu, nas redes sociais, por ter aceitado se apresentar. Os comentários negativos também foram direcionados a Felipe Simas, empresário da cantora e do duo Anavitória – cujo show segue confirmado no evento.

“Show presencial da Manu Gavassi sendo que São Paulo é uma das cidades mais afetadas. Independente de ser um show drive-in, ainda é um absurdo”, afirmou um internauta. “100% de chances das pessoas saírem correndo dos carros pra ir pra cima do palco”, disse outro. “Tiago Iorc tinha toda razão e esse Felipe Simas é o próprio teto de Chernobyl querendo fazer show presencial drive-in de Manu Gavassi e Anavitória cobrando 200 conto em plena pandemia”, destacou um terceiro.

Fonte: Revista.Cifras