NOVA MÚSICA DE ISRAEL E RODOLFFO JÁ FATUROU MAIS DO QUE O PRÊMIO DO ‘BBB 21’

Para artistas já consolidados, um dos maiores benefícios de participar do camarote do ‘Big Brother Brasil’ é a fama, que acaba atingindo um novo nível até para os que já eram muito populares no país.

A partir disso, propostas de parcerias e publicidade se abrem proporcionando novas experiências – e consequentemente mais dinheiro!

Para os cantores a situação é ainda melhor, pois toda a vez que uma canção é reproduzida em qualquer plataforma de streaming o artista é remunerado. Quer uma vitrine maior e com mais alcance do que o ‘BBB’ no horário nobre da Globo?

O sertanejo Rodolffo Mathaus é um exemplo disso. Participante desta edição, ele faz parte da dupla Israel e Rodolffo e, segundo informações apuradas pelo colunista Leo Dias, já faturou R$ 1,5 milhão desde que o reality show começou – com apenas uma música!

Esse dinheiro não tem nada a ver com o prêmio que o grande vencedor vai levar para casa no final, mas com a visibilidade que o programa proporciona.

Quando uma música toca várias vezes no ‘BBB’, ela provavelmente vai ser muito procurada nas plataformas de streaming – e, consequentemente, deixará o artista mais rico. 

Foi o que aconteceu com que um dos hits da dupla Israel e Rodolffo, que foi lançada depois que o programa já tinha começado – uma estratégia muitíssimo bem pensada pela equipe da dupla.

“O DVD foi gravado no dia 17 de novembro. Quando tivemos a notícia do convite e a confirmação da entrada na casa, toda a estratégia para o lançamento foi alterada. A data de lançamento já estava alinhada com a gravadora. Ele sairia antes do programa, e mudamos para que fosse na sexta-feira da semana inicial”, contou o empresário da dupla, Rodrigo Byça, em entrevista ao portal ‘G1’.

O SUCESSO DE BATOM DE CEREJA, DE ISRAEL E RODOLFFO

‘Batom de Cereja’ explodiu após ser cantada muitas vezes por Rodolffo e amigos de confinamento, se tornando uma das 50 músicas mais ouvidas nas plataformas de streaming em todo o mundo. 

No Brasil, ‘Batom de Cereja’ tem ficado em 1ª posição em vários dias, sendo a primeira canção da dupla a conseguir esse feito (eles nunca tinham entrado para o Top 10 das mais tocadas do país).

O sucesso da música faz sentido, visto que o refrão da canção é daqueles “bem chiclete” e diz assim: “Enquanto o som do paredão toca, Cê gasta o seu batom de cereja, Eu bebo, cê beija, eu bebo, cê beija”. 

Até mesmo o apresentador Tiago Leifert já cantou a música, ao vivo, enquanto conversava com os confinados no ‘BBB 21’. Ele fez uma divertida paródia para falar sobre o “paredão falso”, do qual a atriz Carla Diaz tinha acabado de retornar, arrancando gargalhadas dos participantes.

Assista ao videoclipe oficial da música de Israel e Rodolffo:

De acordo com um cálculo feito pelo colunista do jornal ‘Metrópoles’, Leo Dias, a música já tinha sido ouvida 27,8 milhões de vezes no YouTube, 18,5 milhões no Spotify, 15,8 milhões no Apple Music e 14,2 milhões no Deezer.

Cada vez que alguém ouve um som nos aplicativos de streaming, está contribuindo financeiramente com o artista que escreveu e que canta a canção.

Tendo em vista o preço que cada uma das plataformas citadas paga por reprodução de uma música, Leo Dias concluiu que ‘Batom de Cereja’ já levou Israel e Rodolffo a faturarem R$1.428.920,00 – levando em consideração a cotação do dólar a R$5,56.

OUTROS CANTORES NO ‘BBB 21’

Dentre os participantes do ‘BBB 21’ que trabalham com música, Rodolffo é – de longe – o que mais tirou vantagem com o programa. Pocah, Fiuk e os já eliminados Projota e Karol Conká não passam nem perto de números parecidos.

Dentre eles, Fiuk foi o único a lançar material inédito enquanto está confinado. ‘Amor da Minha Vida’, primeira a ser lançada entre seis faixas inéditas do artista, foi até bem, com 1 milhão de visualizações no YouTube em 10 dias. Apesar disso, ainda está bem distante do sucesso de ‘Batom de Cereja’.

A zebra da edição, entretanto, é a maquiadora e advogada Juliette – que nunca nem pensou em trabalhar com música, mas já recebeu até mesmo convites de grandes nomes da indústria fonográfica para estrear como cantora.

Fonte: Revista.Cifras